10/11/2021 - ARAPONGAS -

Arapongas: cidade dos móveis, pássaros, ovo e abacate



Arapongas está situada entre Apucarana e Rolândia. Distante 39 quilômetros de Londrina e a 149 km de Campo Mourão, o município é o 16º mais populoso do Paraná, com 104.150 habitantes, pelo censo de 2010 e 126.545 na estimativa do IBGE feita em 2021. Menos de 3 por cento da população mora na área rural.




Em PIB per capita, Arapongas ocupa a posição 119 entre os 399 municípios paranaenses. O salário médio do trabalhador é de 2,2 mínimos mensais e quase 30 por cento das famílias tem rendimento médio de meio salário mínimo por pessoa. Ou seja, embora tenha muitas indústrias e 34 por cento da população com carteira assinada (31º lugar do Paraná), os salários não estão entre os 100 melhores do Estado. A taxa de escolarização de crianças de 6 a 14 anos é de 97,3 por cento (288º no PR). Sessenta por cento da cidade possui rede de esgoto.




Arapongas possui 43 mil e 200 imóveis residenciais na área urbana e cerca de 800 na zona rural. Conta com quase 5 mil empresas nas área comercial e prestação de serviços e mais de 1.200 no setor industrial. Tem 12 agências bancárias e 5 emissoras de rádio. O Aeroporto Municipal "Alberto Bertelli", tem pista de 1.200 metros. Foi homologado em 1982. Em setembro (2021), foi reativada a linha aérea até Curitiba, no projeto "Voe Paraná".




Arapongas tem um dos maiores parques moveleiros do Brasil. A cada dez móveis produzidos no município, 9 são comercializados em outros centros. A indústria moveleira foi a "grande sacada" para escapar da crise do café. Hoje são mais de 60 indústrias de pequeno e grande porte como a Moval (foto), Aramóveis, Simbal, Irmol e Madetec. Em Arapongas o centro de eventos Expoara, é sede de duas grandes feiras bienais do setor mobiliário. A Expoara tem 40 mil metros quadrados de área coberta com 3 heliportos, restaurante e estacionamento para 5 mil veículos. É o maior complexo do Sul do Brasil destinado a eventos.




Além do grande parque indústrial do setor moveleiro, Arapongas também concentra outras grandes indústrias, principalmente no setor alimentício, como o Moinho Arapongas, inaugurado em 1964. É sede da Nortox, indústria de inseticidas, fungicidas, sementes e nutrição vegetal. Entrou em atividades em 1954. Também no município está instalada a indústria de Tintas Farben. Na área de ensino superior são 5 estabelecimentos. A cidade conta com unidade do Centro de Integração Empresa-Escola do Paraná (CIEE/PR). A instituição (39 no Estado), atua para promover a integração dos jovens ao mercado de trabalho.




O aniversário de Arapongas é comemorado no dia 10 de outubro. A prefeitura sempre organiza eventos especiais na Praça do Santuário (centro). Entre as atrações estão o Desfile de Fanfarras dos colégios, apresentação da Orquestra de Viola, shows e feira da barganha. Em agosto é realizada a tradicional Festa do Ovo e do Abacate. O evento acontece na comunidade rural Colônia Esperança. Arapongas é um dos maiores produtores de ovos e abacates (140 ha) do Paraná. Na agricultura o destaque é para a soja que é plantada em 21.600 hectares. Também é grande a produção de frangos. O rebanho bovino é de 6 mil cabeças. No Natal, a Associação Comercial (Acia), faz o sorteio de 10 motos Honda Biz e automóvel Jeep Renegade, além de outros prêmios.




A principal avenida da cidade tem o nome de "Arapongas". Como curiosidade todas as ruas e avenidas têm nomes de pássaros. A cidade vai crescendo e nos bairros mais afastados os pássaros já não são tão conhecidos, como por exemplo: Rua Periquito da Asa Dourada, Gralha do Topete, Casaca de Couro e Araçari de Crista.




Arapongas tem poucos trechos com duas pistas separadas por canteiros. Por causa disso a maior parte das vias públicas centrais é de mão única. Quem quiser atravessar a principal (foto acima), é melhor optar pelo cruzamento com semáforo, pois do contrário terá que ter muita paciência. É preciso pagar para estacionar. Dois reais por hora (set/2021). A cidade possui Guarda Municipal e tem Escolinha de Trânsito para crianças.




Estádio Municipal "José Luiz Chiapin", também conhecido como "Estádio dos Pássaros". Foi reformado em 2019, ano em que o Arapongas disputou a Divisão de Acesso (terceira divisão do paranaense). Foi vice, mas por pendências junto à Federação, cedeu a vaga para o Azuris. O estádio foi construído e inaugurado em 1982. Tem capacidade para 15 mil espectadores. Em agosto de 2010, recebeu quase 10 mil torcedores. Naquela oportunidade venceu o São José dos Pinhais por 2 a 0, ficou como vice e subiu para a primeira divisão. Em 2014, disputou o Brasileirão da Série D e a Copa do Brasil. No final do mesmo ano desistiu de participar do Paranaense. O estádio também é palco da tradicional Festa do Trabalhador em 1º de maio. O Arapongas Esporte Clube foi fundado em 1974.




A Feira Livre de Arapongas é uma das maiores do Paraná. As barracas são instaladas na quadra ao redor do Ginásio de Esportes, centro da cidade. Os feirantes ocupam os dois lados das ruas, o que em linha reta ocuparia cerca de 800 metros. É realizada aos domingos pela manhã.




A feira tem de tudo. É possível saborear o tradicional pastel ou pamonha e ainda comprar uma enxada, video game antigo, vassouras, fruto de bambu, aparelhos de som usados e calças jeans e camisetas.




Na feira é possível fazer "rolo", trocar um objeto pelo outro. Tem negociação. No espaço também muita coisa usada com preços baixos. Colecionadores podem inclusive encontrar aparelhos de rádio antigos.




Uma das pessoas mais conhecidas de Arapongas, é a "Bel da Pimenta". Com o Jeep antigo, e placas que levam o seu apelido e o ano em que nasceu, ela é participante da feira livre da cidade. Bel como o próprio nome diz, comercializa pimentas e molhos de todos os tipos.




A Bel convidou o Paraná para conhecer a feira. Ao fundo, na imagem, o Ginásio de Esportes e o espaço onde acontece a tradicional feira.




O Parque dos Pássaros é a principal área de lazer em Arapongas. Durante nossa visita (setembro/2021), notamos que o espaço carece de várias melhorias. A pista de caminhada tinha vários buracos, iluminação precária e o mato já em cima dos bancos.




Sobre a situação do Parque, conversamos com alguns frequentadores. Eles confirmaram que o local estava praticamente abandonado e relataram que não sentem segurança em caminhar por toda a extensão, citando que pessoas foram assaltadas. Em maio de 2020, um homem foi encontrado morto no local. Um funcionário da prefeitura disse que o município tem um amplo projeto para revitalização do Parque e acredita que a obra estará concluída até o final de 2022. Arapongas possui Museu Municipal, Mercado Municipal e o antigo Cine Mauá que funciona como teatro.




O terminal de ônibus urbano de Arapongas é bem chamativo por causa do estilo na cobertura e também pelo relógio. O terminal foi instalado na antiga rodoviária. Em 2015, o prédio foi reformado e passou a funcionar como transporte coletivo urbano. A atual rodoviária foi inaugurada em 1993 e revitalizada em 2017.




Uma das igrejas que chama a atenção em Arapongas, é a do Sagrado Coração de Jesus. Está localizada na área rural, mais precisamente na Colônia Esperança, a 11 quilômetros do centro da cidade. Foi construída no estilo Colonial. Local calmo, com muitas árvores e lavouras ao redor. Quando estivemos lá, percebemos algumas pessoas fazendo piquenique. Também tinha gente fazendo fotos de casamento.




Do entorno da Igreja Sagrado Coração de Jesus (Colônia Esperança em Arapongas), é possível observar a vizinha cidade de Apucarana. A linha imaginária do Trópico de Capricórnio corta o município de Arapongas. Para representar a linha, existe um obelisco construído, em 1992, na BR-369, trecho, saída para Apucarana.




A Igreja Matriz de Arapongas é o Santuário de Nossa Senhora Aparecida. A paróquia foi instalada em novembro de 1942. É administrada pelos Padres Palotinos. No início, por decisão oriunda de Londrina, foi denominada paróquia "Santos Anjos", mas assim que a primeira igreja de madeira ficou pronta, o dono de uma serraria fez a doação da imagem de Nossa Senhora Aparecida. Os fiéis pediram e o nome foi substituído.




A imagem de Nossa Senhora, que foi doada nos anos 40, encontra-se do lado de fora da igreja. É protegida por redoma de vidro, e ali os fiéis também fazem seus pedidos. Em Arapongas, além do Santuário, os palotinos administram a Casa de Acolhida São Vicente Pallotti. A instituição abriga pessoas em situação de rua.


[ voltar ]