Campo Mourão,
 
 
16/2/2019
ENGENHEIRO BELTRÃO
Engenheiro Beltrão: cidade
irmã de Francisco Beltrão



Engenheiro Beltrão surgiu nos anos 50, quando o engenheiro civil, Francisco Gutierrez Beltrão comprou do governo do estado uma grande área de terra entre os Rios Ivaí e Mourão.

Ele era proprietário da Colonizadora Engenheiro Beltrão, Ltda, a mesma que deu origem ao cidade de Francisco Beltrão.

Em 1951, Engenheiro Beltrão foi elevado a distrito e em 1954 a município.

Inicialmente foi distrito de Campo Mourão e depois passou a pertencer a Peabiru.




Engenheiro Beltrão tem 14 mil e 20 habitantes. Está localizada às margens da rodovia que liga Campo Mourão (27 Km) a Maringá (54 km). É conhecida também pelo prato típico "Leitão à Pururuca". A carne é desossada, assada na brasa por 6 horas e servida com tutu de feijão.



Recentemente a rodovia que passa por Engenheiro Beltrão foi duplicada e a exemplo do que ocorreu com a Boiadeira em Tuneiras do Oeste, alguns comerciantes reclamam que as vendas cairam porque a trincheira e os viadutos dificultaram o acesso dos viajantes até a cidade.



O templo atual da Paróquia Nossa Senhora das Graças, foi concluído em 1965. Na igreja está enterrada uma "capsula do tempo" com fotografias e documentos, que será aberta em 2062, na comemoração dos 100 anos de instalação da paróquia que pertence a diocese de Campo Mourão.



O Fórum da comarca de Engenheiro Beltrão é bonito e imponente. O projeto é de autoria do arquiteto curitibano Alessandro Botega, e foi inaugurado em junho de 2014.

A cidade conta com as agências do Itaú, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal.

A principal avenida é a 7 de Setembro e tem cerca de 2 quilômetros.



voltar