Campo Mourão,
 
 
7/3/2019
SANTO ANTONIO DO CAIUÁ
Santo Antônio do Caiuá: uma
viagem aos anos 70



Santo Antônio do Caiuá tem 2.722 habitantes. Figura entre os 20 menores do estado. Caiuá provém do guarani "o que habita os montes". Também é uma variação do nome dos índios guaranis da margem esquerda do Rio Paraguai, chamados Caiuás. O município localizado a 190 quilômetros de Campo Mourão, faz divisa com o Estado de São Paulo, na altura do município de Teodoro Sampaio.




Santo Antônio do Caiuá tem apenas 20 ruas. A principal é a avenida São João com 1 quilômetro. Tem Hospital Municipal. A cidade tem muitas árvores, porém não segue um padrão de arborização. Na mesma quadra árvores de vários tamanhos. Grande parte das construções ainda remete aos anos 60 e 70, embora a maioria tenha sido reformada. São vários imóveis de madeira. É como se você tivesse voltado aos anos 70.




Quem estiver por lá e quiser fazer uma fézinha. Sem problemas. Tem a "Casa Lotérica da Chica". Tem calçadão com bancos de concreto. Conta com posto de atendimento do Bradesco




Paróquia Santo Antônio de Pádua.

A cidade tem Carnaval de Rua, organizado pela prefeitura. Vários blocos participam. É considerado como familiar, pois no evento estão pais, filhos e até os avós. Pois é, até o Carnaval é tipo "anos 70".




Janiópolis: já teve 35 mil habitantes



Janiópolis, está localizada a 44 quilômetros de Campo Mourão, município do qual foi distrito. Tem 6.523 moradores. A comunidade foi batizada de Pinhalzinho. Em 1961, virou município e trocou de nome para Janiópolis, em homenagem ao presidente Jânio Quadros.




A Paróquia Nossa Senhora Aparecida pertence a diocese de Campo Mourão.

Acredite. Em 1975, o município chegou a ter cerca de 35 mil habitantes. Mas aí veio aquela geada negra e acabou com os cafezais e muita gente foi embora.

A cidade conta com agência do Banco do Brasil.




A festa do aniversário é dia 18 de novembro, e acontece com o prato típico do município: Leitoa Fuçada. Ocorre que essa festa de vez em quando não é realizada ou os eventos são reduzidos dependendo da situação financeira do município.

Um fato que o morador de Janiópolis não esquece é a chacina ocorrida na madrugada de 15 de abril de 2012. O rapaz em um carro atirou em um grupo de pessoas que estava perto de uma lanchonete e matou quadro delas, incluindo uma grávida



voltar