Campo Mourão,
 
 
8/3/2019
LUIZIANA
Luiziana: uma emancipação polêmica



Luiziana a 32 quilômetros de Campo Mourão, tem 7 mil 315 habitantes. O município foi criado em 25 de setembro de 1987, e instalado em 1º de janeiro de 1989. Até então era distrito de Campo Mourão. O aniversário é comemorado em 25 de setembro. O povoado começou a ser formado em 1947. Foi elevado a condição de distrito em 1965.

O nome Luiziana, é homenagem a Luiza e Maria Luiza, mãe filha do fundador da localidade, Adauto da Silva Rocha.




Embora em população fique na posição 239 do Paraná, a economia baseada na agricultura (soja, milho e trico), coloca Luiziana em 110º no rankig dos mais ricos do Estado. Apenas 3 por cento da cidade tem rede de esgoto. A taxa de alfabetização é de 98 por cento.




A Paróquia Nossa Senhora Aparecida, pertence a diocese de Campo Mourão.

Luiziana serve o prato típico "Boi na Brasa". Outra tradição é o costelão gigante realizado no ultimo domingo de agosto na comunidade rural da Campina do Amoral (a 20 quilômetros da cidade).

A principal avenida e entrada da cidade é a "Independência". Tem 3 quilômetros e corta toda a cidade.




A emancipação de Luiziana no final da década de 80 foi polêmica. O projeto foi apresentado pelo então vereador Nelson Tureck, contabilista no distrito.

O prefeito José Pochapski, era contrário, mas Campo Mourão acabou com uma uma área territorial menor que o seu distrito. Luiziana ficou com 908 quilometros quadrados de terras férteis, contra 757 quilômetros do município "mãe"

Em Campo Mourão era difícil encontrar alguém favorável a emancipação.

Foram muitos debates em rádio, brigas e discussões na Câmara.



voltar