Campo Mourão,
 
 
17/3/2020
DOURADINA E A GAZIN
Douradina: sede da empresa Gazin



Douradina está localizada a 146 quilômetros de Campo Mourãoe 55 km de Porto Camargo, divisa com o Mato Grosso do Sul. Tem 7.445 habitantes pelo Censo de 2010 e 8.747 pela estimativa feita pelo IBGE em 2019. Tem o 8º melhor salário do Paraná. Média de 3 salários mínimos mensais entre os empregados com carteira registrada. É a 14ª economia do Estado. Essa situação econômica é graças a empresa Gazin, da qual falaremos mais à frente.




Douradina é uma cidade bem sinalizada, boa arborização, ótimo aspecto de limpeza com urbanização de ruas e avenidas adequadas. Em tamanho, o território, incluindo a área rural, ocupa a posição 163 entre os 399 municípios do Paraná. Com solo arenito, a área com soja e milho não passa de 1.800 hectares. A maior área é com cana de açúcar que ocupa 4.690 ha, seguida pela de mandioca com 1.439 hectares. Destaque também para o rebanho bovino e produção de frangos.




Douradina tem cerca de 3.100 imóveis residenciais, 263 empresas cadastradas como comércio e 72 consideradas como indústrias. Não tem emissora de rádio. Possui duas instituições bancárias privadas. O aniversário é comemorado no dia 1º de fevereiro. Durante os festejos do município acontece a tradicional Festa do Peão, evento que é realizado desde 1987.
Todos os postes da cidade são pintados na parte de baixo em azul e em letras brancas estão os nomes das ruas.




Até 1º de fevereiro de 1983, Douradina foi distrito de Maria Helena. O nome Douradina surgiu em função do nome da colonizadora Serra dos Dourados, que iniciou a venda de lotes nos anos 50. Um dos responsáveis pela colonização é o ex-vereador de Maringá, Salvador Lopes Gomes, falecido em 1996. Ele inclusive foi quem iniciou a abertura da primeira estrada até Umuarama. Havia uma dúvida se o lugar teria o nome de Douradinha ou Douradina, mas Salvador optou pelo segundo.




A Paróquia Nossa Senhora de Aparecida pertence a Diocese de Umuarama. Está em obras (jan2020) de ampliação e modificação da fachada. A Paróquia realiza vários eventos ao longo do ano, entre eles benção de automóveis, caminhões, motos e bicicletas, a pedalada missionária e festa agostina.




Uma das curiosidades que encontramos em Douradina, é que para não ocupar espaço na vias públicas centrais, a prefeitura "colocou" os pontos de taxi dentro da praça com entradas e saídas especiais. Os taxistas aprovaram, pois os veículos ficam à sombra. Em Douradina mora Dona Filomena, que afirma ter 119 anos (jan2020). Ela morava em Alagoas e fugiu do marido com destino ao Paraná, na década de 50. Por lá corre o boato que existe um "lobisonem". A população leva na brincadeira.




Douradina é sede da empresa Gazin. Tivemos autorização para conhecer e fotografar as dependencias das áreas da indústria e sede administrativa. A empresa tem 54 anos e começou como uma pequena loja ainda no então distrito de Douradina. Hoje é uma das maiores empresas do Brasil, com 243 lojas de varejo em 9 estados, além de 5 indústrias de colchões e estofados, 1 indústria de molas e 13 centros de distribuição de mercadorias.




A Gazin tem suas instalações distribuídas pela cidade. A indústria fica em um setor, a administração em outro, a loja e central de vendas também. A Gazin começou quando o o empresário Mário Gazin tinha tinha 16 anos e trabalhava em uma loja da cidade. Ao saber da intenção do proprietário em vender o estabelecimento, Mário avisou o pai (Alfredo). Venderam o Jeep da família e passaram a cuidar da loja no dia 13 de dezembro de 1966.




A Gazin é reconhecida como uma das melhores empresas para se trabalhar no Brasil, de acordo com o Instituto Great Place to Work, além de outros inúmeros títulos e prêmios nacionais e internacionais. Não é para menos. Os funcionários são valorizados. Tem até 14º salário cujo valor para cada um dos 8.000 empregados espalhados pelo Brasil é baseado no faturamento anual da empresa.




Um funcionário da Gazin contou que o "seu Mário" também deu um cheque de 5.000 reais, como bonificação por tempo de trabalho e elevou seu salário pelos anos trabalhados. No espaço de lazer e descanso dos funcionários em Douradina, existe um grande bosque onde o colaborador que completa 10 anos na empresa, planta uma árvore e coloca uma placa com seu nome.




No espaço destinado aos colaboradores, também são realizadas as festas de final de ano. A empresa ainda comemora o Dia do Motorista com desfile de caminhões da empresa pelo centro de Douradina. É uma homenagem aos motoristas da Gazin, que depois acaba com uma grande festa.




Caminhando pelo bosque dos colaboradores da Gazin, a gente sempre encontra uma surpresa como a pequena livraria.




Também no bosque existe o caminho das águas. É uma trilha com pequenas pontes e "tanques de peixes". O local também é dotado de quadras esportivas e áreas para churrascos em família.




O Grupo Gazin conquistou em 2019, o 1º lugar na premiação anual Melhores & Maiores da revista Exame no setor varejo. Na sede da empresa pudemos observar gráficos sobre ações sociais realizadas em Douradina e em outras cidades. Em projetos culturais a empresa investe quase 2 milhões de reais por ano. Cerca de 400 mil reais são destinados a incentivar o esporte amador. Outros 700 mil reais em doações a entidades assistenciais, 850 mil destinados a saúde. A empresa ainda oferece Creche para filhos de funcionários. Tem ainda o setor melhor idade. Tem um programa de incentivo aos jovems colaboradores a entrar na universidade. Ajuda 13 entidades no Natal, planos de saúde e odontológico aos funcionários.




Como se não bastasse a Gazin conta em Douradina com espaço exclusivo para atividades especiais, como aula de músicas para filhos dos colaboradores. Esse mesmo projeto é apoiado para demais crianças da cidade em parceria com a prefeitura.






Também nos chamou a atenção na Gazin, a grande quantidade de imagens e simbolos religiosos por toda a empresa. Na imagem acima um rosário de pedras ao lado da sede administrativa.



voltar