25/6/2020 - GUARAPUAVA -

Primeira parte: a cidade



Guarapuava está localizada a 206 quilômetros de Campo Mourão. O município tem 181 mil 504 habitantes, dos quais cerca de 15 mil residem na área rural. É a 9ª cidade mais populosa do Estado. A taxa de escolarização de crianças entre 6 e 15 anos é de 97 por cento, o que coloca o município na posição 309 entre os 399 do Paraná. Em economia figura na posição 138. A rede coletora de esgoto abrange 64 por cento da cidade. A arborização é de apenas 44 por cento.




No perímetro urbano, Guarapuava tem 58 mil 484 imóveis residenciais. A cidade tem cerca de 5 mil e 100 empresas comerciais e de prestação de serviços. Outras 323 firmas estavam cadastradas na prefeitura como do setor industrial (final de 2019).


Entre as maiores empresas estão: Santa Maria Papel e Celulose, Cooperativa Agrária do distrito de Entre Rios, Iberkraft (papel e celulose), Pinhopast (indústria de papelão), Prideli (papel), Repinho (madeiras e compensados), Polijuta (embalagens), Chocalates Pietrobon, Refrigerantes Neon, Agrogen (produtos de aves), Dalba (engenharia e empreendimentos) e Erva Mate 81.




Guarapuava tem 13 agências bancárias. São três do Banco do Brasil e duas da Caixa Econômica Federal. A cidade é servida por 3 agências dos Correios, oito emissoras de rádio e dois canais de televisão, sendo um deles da RPC, afiliada da Rede Globo.




O Aeroporto "Tancredo Tomas de Farias" está localizado às margens da BR-277, saída para Cascavel. Tem 1.620 metros de comprimento por 30 metros de largura. No final de 2019, passou a contar com uma linha da empresa Azul, com destino ao Aeroporto de Viracopos em Campinas, mas os voos foram suspensos por causa da pandemia do coronavírus.




O Ginásio Municipal de Esportes "Prefeito Joaquim Prestes, é o maior da cidade". Foi neste ginásio que em 2010, o jogador Robson Rocha, sofreu acidente e faleceu. Ele atuava por uma equipe local e durante uma jogada o pedaço de madeira do piso se soltou e perfurou a perna do atleta provocando forte hemorragia. O ginásio foi interditado e o piso foi substituído.




O Teatro Municipal de Guarapuava é novo. Foi inaugurado em junho de 2018. O que chama a atenção é a fachada toda em vidro.




A obra do Teatro Municipal de Guarapuava custou 5 milhões de reais. A capacidade é para 316 pessoas. A montagem do espaço foi coordenada e acompanhada por uma equipe do Teatro Guaira de Curitiba.




Guarapuava é sede da Universidade Estadual do Centro Oeste (Unioeste). A instituição foi criada em 1990 com a fusão das faculdades de Guarapuava e Irati. A universidade tem campi em Irati, Chopinzinho, Laranjeiras do Sul, Pitanga e Prudentópolis. Conta com 10 mil alunos e 2 mil funcionários. Entre os cursos destaque para jornalismo, publicidade e propaganda, agronomia, farmácia, fonoaudiologia e psicologia. Guarapuava também sedia um campus da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR). Também atuam na cidade o Centro Universitário Campo Real, Faculdade Guairacá, Faculdade Guarapuava (FAG) e Centro Universitário Ingá (UNINGÁ).




A rodoviária de Guarapuava está localizada no Bairro Bom Sucesso, a dois quilômetros do centro da cidade. Possui caixa eletrônico 24 horas, ar condicionado e portas automáticas. Tem 6 mil metros quadrados de área coberta e foi inaugurada em 1992. Atuam na rodoviaria as empresas Brasil Sul, Catarinense, Kaiowa, Kaissara, Princesa dos Campos, Rápido Federal, Rápido Ribeirão e Real Expresso.




A prefeitura (foto acima), é responsável por 45 escolas de ensino fundamental. O município tem ainda 26 colégios estaduais de ensino médio. Guarapuava possui duas linhas férreas. A América Latina Logística, está em atividade desde 1950 e faz ligação com Ponta Grossa, via Irati. A outra, construída nos anos 90, faz ligação com Cascavel e é denominada de Ferroeste.




Na área militar, Guarapuava sedia o 26º Grupo de Artilharia de Campanha. Conta com unidade da Polícia Federal e é sede do 16º Batalhão da Polícia Militar.




Guarapuava tem boa sinalização de trânsito. Os cruzamentos mais movimentados possuem câmeras, radares e semáforos. Equipes fiscalizam o trânsito. Tem estacionamento rotativo. A cidade peca por falta de placas informativas. Para uma cidade histórica e com quase 190 mil habitantes, é complicado encontrar as principais atrações da cidade. Muitas vezes é preciso ir pelo rumo ou parar e perguntar.

Na área central, por ter grande parte das ruas estreitas, é inevitável ficar parado no semáforo, "até duas trocas para verde".




É preciso também ter cuidado nos cruzamentos. Tem situações como a confusão de faixas mostrada na foto acima. Uma mesma rua deixa de ser preferencial em uma esquina e volta a ser duas ou três quadras depois. Outro cuidado é com soluções "locais". Existem entradas para conversão em alguns canteiros centrais, mas a conversão só é permitida para acessar algumas empresas. Se a fiscalização pegar é multa!!.


[ voltar ]