26/1/2022 - SERTANÓPOLIS -

Sertanópolis: tem castelo, artistas famosos, Expo Sertão e a igreja mais antiga do norte do PR



Sertanópolis é uma cidade da microrregião de Porecatu, situada no Norte Central do Paraná, e integra a região metropolitana de Londrina. Está localizada a 219 quilômetros de Campo Mourão e a 35 km da divisa com o Estado de São Paulo. Quem nasce ou mora no município é denominado de "sertanopolense". O nome significa "Cidade (do) Sertão". É uma referência utilizada pelos pioneiros que na colonização encontraram grandes florestas e sertões.




O povoado de Sertanópolis começou a ser formado em 1923, por famílias que deixaram o Estado de São Paulo. O maior interesse era na exploração de madeira e depois o plantio de café. Em 1927, foi elevado à distrito de São Jerônimo da Serra. Dois anos depois se tornou município. Mas uma Lei Estadual de 1932, tornou o local novamente como distrito. Dessa vez de Jataí (hoje Jataizinho). Em 1934 (mesmo ano da emancipação de Londrina), conquistou outra vez o estatus de município. Era muito grande. Alguns dos seus distritos são cidades bem conhecidas como Primeiro de Maio, Ibiporã, Porecatu e Jaguapitã. Entre 1943 e 1960, todos eles foram emancipados. OBSERVAÇÃO: Tanto Londrina como Sertanópolis foram distritos de Jataizinho.




Pelo censo realizado em 2010, Sertanópolis estava com 15.638 habitantes, dos quais 1.927 na área rural. Na estimativa feita em 2021, a quantidade de moradores cresceu para 16.456 pessoas. Em população ocupa a posição 116 entre os 399 municípios do Paraná. O território é o 126º e em PIB per capita figura na posição 60. CURIOSIDADE: Nas eleições de 1951, Sertanópolis tinha 5.028 eleitores; Cascavel 1.239; Campo Mourão 3.184; Peabiru 4.000; Maringá 8.618 e Londrina 12.732.




Quarenta e quatro por cento dos imóveis urbanos de Sertanópolis são beneficiados com a rede coletora de esgoto. O sistema de água e esgoto é de responsabilidade da prefeitura. A cidade tem aeroporto, mas a pista de 1.000 metros de comprimento por 30 de largura é cascalhada. Não opera com voos comerciais. A taxa de escolarização de crianças de 6 a 14 anos é de 97 por cento. O município conta com 13 escolas. Seis municipais, duas estaduais e cinco particulares.




Sertanópolis tem 670 empresas comerciais e de prestação de serviços e 134 indústrias dos mais diferentes tamanhos e segmentos. Uma delas é a Biscoitos Andriolli que produz bolachas, pipocas doces e torradas, suspiros, salgadinhos de milho e trigo e o tradicional biscoito de polvilho. Outras indústrias de destaque são a Tick Titos Alimentos que também produz doces e biscoitos; Fifo Indústria de Panificação e a Luggi Alimentos.




A maior e mais tradicional empresa de Sertanópolis é o Moinho Globo. A empresa foi uma iniciativa do pioneiro Ciro Venturelli e tem 70 anos. Em 2013, o moinho, construiu um conjunto residencial para os funcionários com as casas custando 60 por cento do valor de mercado. Cento e quarenta e um colaboradores tiveram interesse e se beneficaram do empreedimento. Também na cidade tem o Museu Histórico e o "Memorial da Família Venturelli". Oriunda da Itália, a família chegou ao Brasil em 1920, inicialmente em São Paulo e nos anos 40, optou por Sertanópolis para o plantio de café e trigo.




Além da tradicional família Venturelli, Sertanópolis tem outras pessoas de destaque nacional. É o caso de Bruno que faz dupla com Barreto. Ele nasceu no município no dia 7 de maio de 1992. Barreto é de Alvorada do Sul, cidade ali perto. Eles se conheceram em Londrina no ano de 2010. Também é de Sertanópolis (29 de março de 1984), a atriz e cantora Patrícia Kashiwaba, a Lí Martins do grupo Rouge. A banda acabou em 2006 e retornou em 2017. Ela mescla músicas com apresentações teatrais e participações em programas de televisão.




O prédio com a fachada "Dony", foi por décadas a filial das Casas Pernambucas, que atualmente não tem loja na cidade. Na área urbana Sertanopolis conta com 6 mil e 700 imóveis residenciais. Possui agências da Caixa Econômica Federal e também do Banco do Brasil. O município é sede de Comarca. Tem o Hospital São Lucas (público) e unidade do SAMU. Possui bons restaurantes, entre eles o Bayanos. Não tem emissora de rádio.




A principal riqueza de Sertanópolis é a soja com 30 mil hectares. O milho é plantado em 27 mil ha. Destaque para a produção de frangos. O rebanho bovino é de 10 mil cabeças. O café ocupa 35 hectares. Tem unidade da Cocamar Cooperativa e Seara Agronegócios.




A cidade também é servida por vários hotéis entre eles o Pissoloto. Tem piscina, spa, sauna e restaurante. No setor de turismo chama a atenção a "ponte caída". É uma ponte de concreto construída em 1962, no antigo trecho para o Estado de São Paulo. Foi desativada em 1975, para represamento do Rio Tibagi (Represa Capivara). A ponte foi construída em forma de descida (sentido São Paulo), e só quando tem estiagem prolongada é que o maior trecho dela aparece.




As margens do Rio Tibagi, existem vários balneários, recantos, chácaras e condomínios. O principal deles fica a menos de 5 quilômetros do centro da cidade.




O trânsito em toda a área central de Sertanópolis é em parte no chamado "Sistema Binário". O sistema não foi implantado nas avenidas com duas pistas como ocorre em Maringá e outras cidades. Mas todas as ruas que cortam essas avenidas são vias de mão única. Em alguns trechos o estacionamento só é permitido em um dos lados. Explicando: Na quadra antes do sinaleiro não pode estacionar do lado direito porque no cruzamento à frente é permitido entrar na rua da direita. Na quadra após o semáforo pode estacionar à direita, porque na rua logo à frente não é permitida conversão à direita (é contra mão).




Um dos pontos de encontro da população de Sertanópolis é o Lago Tabocó. Foi inaugurado em 1990, e de lá para cá recebeu várias revitalizações. Tem quadras de basquete, futebol, volei, pista de skate, parque para as crianças. Possui sanitários. Em sistema de LED, a iluminação muda de cor dependendo da época do ano.




Como se percebe na imagem acima, é permitido pescar no Lago Taboco. Os pescadores dizem que fisgam muitos piauçus e pacus. Disseram pra gente que Taboco é o nome de um importante Rio do Mato Grosso do Sul, mas não explicaram o que o nome significa e nem porque o Parque tem esse nome.




Durante nossa visita (outubro 2021), a praça principal de Sertanópolis passava por uma completa revitalização.




Não é para ser atração turística, mas virou. Em Sertanópolis tem uma residência em forma de castelo. Passamos três vezes pelo local e em todas elas tinha gente em frente tirando foto, inclusive um casal de noivos. O castelo é moradia de uma tradicional família do município. E lógico, não é aberto a visitação.




O aniversário de Sertanópolis é comemorado no dia 6 de junho. Por vários dias acontece a Expo Sertão. As atividades acontecem em vários pontos da cidade como o Ginásio de Esportes, Lago Toboco, Estádio "Ézaro Menck". Tem desfile, shows, eventos esportivos, missa em ação de graças, culto, concurso da rainha entre outras atrações. Em 2019, antes da pandemia, teve show no Parque Toboco, com o prata da casa Bruno e seu parceiro Barreto.




O Recanto Eucarístico São Francisco de Assis está localizado a 14 quilômetros do centro de Sertanópolis, às margens da PR-323. A implantação do recanto começou em 2005 com a construção da torre. O local ainda não está completo. Restam várias etapas. É um espaço de meditação, que já pode ser utilizado. Uma vez por ano é servida a tradicional costela em prol da construção de novas etapas do Recanto.




Fundada em 1929, a Igreja de Sertanópolis é a mais antiga do norte do Paraná e a primeira do Brasil dedicada à Santa Terezinha.


[ voltar ]